15 de dezembro de 2016

ÚLTIMO ESPETÁCULO DO ANO. NÃO PERCAM!!!



OFICINA DE TEATRO NO JOAQUIM CARDOZO EM JANEIRO



O Núcleo de Teatro Experimental (Nute), do Teatro Joaquim Cardozo, promove o primeiro curso de Teatro Intergeracional do Estado. O curso conta com uma equipe interdisciplinar de profissionais e estudantes de áreas de conhecimento como teatro, filosofia, psicologia, saúde e educação.
Tem como objetivo reunir diferentes gerações em uma mesma sala de ensaio. Crianças, a partir dos 10 anos, adolescentes, adultos e idosos podem participar da oficina que será realizada durante o mês de janeiro.
Começaremos no dia 10 de janeiro e vamos até o dia 31 de janeiro. O curso será sempre às terças feiras, das 15h até às 17h. As inscrições podem ser feitas no Teatro Joaquim Cardozo ou pelo e-mail: casadedioniso@gmail.com. O valor do investimento é de 80 reais e pode ser pago até o dia da primeira aula.

13 de dezembro de 2016

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA O EDITAL 2017 DO JOAQUIM CARDOZO!!!


O Teatro Joaquim Cardozo apresenta seu Edital de Pauta para 2017. São ótimas oportunidades em várias linhas de fomento.
Quem tiver interesse na ocupação para  “Temporada de espetáculo de Teatro, adultos e/ou infanto-juvenis”, “Criação de espetáculo de Teatro”, “Pesquisa em Teatro” e ministrar “Cursos e oficinas de Teatro”, já pode dar uma conferida no Edital.
As inscrições estarão abertas no período de 09 de janeiro a 10 de fevereiro de 2017 e deverão ser realizadas na coordenação do Teatro Joaquim Cardozo.
O endereço é: Rua Benfica, 157, Madalena.

Contatos pelo 21267388 e teatrojcardozo@yahoo.com.br

PONTO DE CULTURA FAZ ENSAIO ABERTO NO TEATRO JOAQUIM CARDOZO

                          

       
             O Ponto de Cultura Bonecos de Pernambuco realiza nesta sexta-feira, 16 de dezembro, às 20h, no Teatro Joaquim Cardozo, culminância da oficina Montagem em Teatro de Bonecos, com apresentação de um ensaio aberto de VAI DE RETRO! Este espetáculo é encenado por alunos e tem texto, bonecos e adereços concebidos no âmbito das atividades desenvolvidas pelo Ponto de Cultura Bonecos de Pernambuco (oficinas de confecção, manipulação, dramaturgia etc).
            A peça é fortemente inspirada no Mamulengo, o teatro de bonecos popular de Pernambuco, que, geralmente, procura retratar a realidade com boas doses de crítica, humor e lirismo. A professora Isabel Concessa, do Departamento de Teoria da Arte e Expressão Artística da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), comandou os trabalhos da oficina e é também responsável por esta encenação, um trabalho ainda em processo.
        O Teatro Joaquim Cardozo fica localizado na Rua Benfica, 157, Madalena, Recife/PE. A entrada é franca.  O Ponto de Cultura Bonecos de Pernambuco tem patrocínio do Programa Cultura Viva, uma iniciativa do Ministério da Cultura em convênio com o Governo de Pernambuco através da FUNDARPE.

17 de novembro de 2016

Teatro Joaquim Cardozo na programação do 18° Festival Recife do Teatro Nacional

                                                                                            Créditos: www.doutoresdaalegria.org.br

O Teatro Joaquim Cardozo abre as portas para o 18° Festival Recife do Teatro Nacional. Fazendo parte da programação extra do evento, o teatro contará com duas atrações:
DIA 22/11 - ÀS 20H = "Medeia - o evangelho", leitura dramatizada com o ator Albemar Araújo.
DIA 23/11 - ÀS 20H = "Conta Causos", com os Doutores da Alegria.
A entrada é gratuita. Serão distribuídas senhas a partir das 16 horas.
A programação completa do festival você confere no link abaixo:
http://www2.recife.pe.gov.br/noticias/10/11/2016/18o-festival-recife-do-teatro-nacional-movimenta-cidade

31 de agosto de 2016

Resultado dos editais de montagem e temporada 2016/2017


EDITAL DE OCUAPAÇÃO DO TEATRO JOAQUIM CARDOZO PARA MONTAGENS TEATRAIS – 2016
*Não houve projeto selecionado

EDITAL DE OCUPAÇÃO DO TEATRO JOAQUIM CARDOZO 2016/2017
Projeto selecionado: “OPACO: 098.376.214-78

Proponente: Caio Richard de Araújo Macêdo Alexandre

29 de junho de 2016

Circuito de oficinas no Benfica, em julho. Inscrições gratuitas!

Sobre as oficinas:

Circuito de oficinas: Arte, mídia e culturas contemporâneas
Centro Cultural Benfica (Rua Benfica, 157, Madalena)

Horário: sempre a partir das 18h30
Inscrições: Gratuitas. Basta enviar nome completo e RG para o email cultura@ufpe.br, apontando a oficina que pretende se inscrever.



Oficina: “Perspectivas da música pernambucana”
Período: 13 a 15 de julho

"Música de Pernambuco" se tornou uma expressão tão forte no imaginário do nosso estado que, muitas vezes, chega a ser utilizado como um recorte que parece ser muito mais estético que puramente geográfico. A oficina se propõe investigar esse percurso, da Rozemblit até as gravações caseiras do chamado Pós-Mangue, realizando escutas críticas, leituras e debates, mapeando artistas fizeram parte de nossa história e compreendendo que estratégias foram traçadas para chegarmos ao momento atual do mercado local.

Sobre o professor
Bruno Nogueira tem pós-doutorado em Comunicação Social pela Universidade Federal de Pernambuco, onde é professor adjunto nos cursos de comunicação e no mestrado em música. Pesquisou sobre indústria e crítica musical no mestrado (UFPE) e doutorado (UFBA), tendo também trabalhado junto as produções de festivais como o Abril Pro Rock e RecBeat, além de ter escrito sobre música como repórter do Jornal do Commercio, Folha de Pernambuco e Diario de Pernambuco.



Oficina: “A arte contemporânea através do vídeo”
Período: 20 a 22 de julho


A oficina oferece uma introdução à história da videoarte, da popularização das câmeras portáteis aos dias atuais. Serão apresentados conceitos e práticas-chave da arte contemporânea através de diferentes usos do vídeo feitos por alguns dos principais artistas dos anos 1960, epóca de introdução do vídeo no campo das artes visuais, até os dias atuais. Obras de pioneiros e expoentes internacionais e nacionais, a exemplo de Ed Emshwiller, Marina Abramovic e Paulo Bruscky, estão no foco do curso.

Sobre o professor
Pedro Neves é formado em jornalismo e é mestre em Comunicação pela UFPE, onde desenvolveu pesquisa sobre arte contemporânea. Já trabalhou na Folha de Pernambuco e na galeria Amparo 60, e tem passagem pelo educativo da Fundação Joaquim Nabuco e pela curadoria do Cineclube Dissenso.



Oficina: “Para além do teste Bechdel: representação da mulher no cinema”
Período: 27 a 29 de julho

A oficina pretende apontar para uma cinematografia de diretoras mulheres que potencializam o debate sobre a representação de personagens mulheres em cena. Trata-se mais de indicar por que devemos olhar melhor para essa outra cinematografia, que quebra com o padrão da mulher-musa, a mulher-passiva, a mulher-coadjuvante, com exibição de trechos de filmes que tensionem e problematizem a ideia de feminismo no audiovisual. Entre as diretoras debatidas, estarão Chantal Akerman, Dee Rees, Anna Muylaert e Naomi Kawase.

Sobre a professora
Carol Almeida, jornalista, doutoranda em comunicação na UFPE, crítica de cinema, colabora atualmente com publicações como Suplemento Pernambuco e Harper's Bazaar. Estuda hoje as relações entre o cinema brasileiro contemporâneo e as condições de existência de seus personagens nos cenários das grandes cidades. Faz parte do coletivo feminista Quebrando Vidraças: desconstruindo o machismo no audiovisual pernambucano.



Inscrições para o edital de pauta de espetáculos em julho!

Estarão abertas, em julho, as inscrições para o EDITAL DE OCUPAÇÃO DO TEATRO JOAQUIM CARDOZO - 2016/2017. O edital é direcionado a grupos de teatro interessados em ocupar pautas, aos finais de semana, com seus espetáculos. Podem se inscrever grupos da Universidade Federal de Pernambuco e da comunidade em geral. As inscrições ficarão abertas até o dia 29 de julho e deverão ser realizadas na coordenação do teatro, na Rua Benfica, 157, Madalena.
Confira o edital!

15 de junho de 2016

Técnicas de figurino em pauta no Centro Cultural Benfica


                                                                                                                                    Foto: Rafael BisBis
A figurinista carioca Raquel Theo expõe resultado de oficina prática realizada no Recife e discute técnicas aplicadas à idumentária artística

O processo de construção e envelhecimento de um figurino, da sua criação à adaptação ao contexto artístico no qual está inserido, é tema da roda de diálogo com a premiada figurinista carioca Raquel Theo, que acontece nesta próxima sexta-feira (17), às 16h30, no Centro Cultural Benfica da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)O evento é gratuito e aberto ao público geral. Para se inscrever, basta preencher o formulário no link: http://tinyurl.com/jxd9xxq

Nas duas últimas semanas, a profissional ministrou a oficina prática “Envelhecimento e vivência”, na Caixa Cultural Recife, sobre as técnicas de criação, desgaste e vivência da idumentária aplicada ao contexto artístico. Para atender àqueles que não foram contemplados com as vagas da oficina, a UFPE, através da PROExC/Diretoria de Cultura, realizará, no Centro Cultural Benfica, a exposição do figurinos confeccionados pelos alunos durante as oficinas e uma conversa sobre as técnicas utilizadas na concepção das peças.

Currículo 
Raquel Theo tem ampla experiência como diretoria de arte e figurinista na cena teatral carioca – tendo inclusive conquistado prêmios importantes como o Maestro Guerra Peixe em direção de arte, em 2011, pelo espetáculo “Depois da Chuva” -, além de ter integrado a equipe de figurino da minissérie “JK” e da novela “Bang Bang”, ambas da Rede Globo.

SERVIÇO
Exposição e conversa com a figurinista Raquel Theo
Sexta-feira (17), às 16h30
Centro Cultural Benfica (Rua Benfica, 157, Madalena)
Entrada gratuita
Informações: 2126-8642

17 de maio de 2016

Edital de ocupação para montagens teatrais está no ar!



                                                                                     Créditos: Fernando Azevedo

O Teatro Joaquim Cardozo abre seu EDITAL DE OCUPAÇÃO PARA MONTAGENS TEATRAIS – 2016.
Grupos interessados em pautas de ensaios para montagens de espetáculos teatrais podem se inscrever no local, do dia 17 de maio a 17 de junho. Os grupos poderão solicitar até dois turnos de ensaios semanais, de acordo com os dias e horários disponibilizados no edital. Podem concorrer membros da comunidade acadêmica da UFPE e da comunidade externa.


Confira aqui o edital:



13 de maio de 2016

Para as crianças de todas as idades!


LUIZ E EU? Ô VIAGEM DANADA DE BOA!

Domingo é o dia da estreia do espetáculo *Luiz e Eu? Ô viagem danada de boa!* Uma realização da Cia Maravilhas, sob a direção de Luiz Manuel.  O espetáculo conta a história de uma amizade e tem como pano de fundo a vida e a obra de Luiz Gonzaga. O nascimento de duas crianças é o mote para uma grande viagem. De um lado, nasce uma menina, banhada de poesia, que segue viagem a procura de um lugar onde possa dar voz a seu coração. Por outro lado, nasce um menino que, no meio de uma grande festa, some. Onde foi parar essa criança? Uma estrela será a guia destas duas histórias. Enquanto a lua gira, as atrizes Márcia Cruz e Adélia Oliveira, irão procurar essas crianças, de mãos dadas com o público. O espetáculo é uma grande vivência poética onde todos são convidados a dar as mãos e mergulhar fundo numa viagem que costura tempo, poesia, amizade e memórias.

Teatro Joaquim Cardozo
(Rua Benfica, 157, Madalena)
Domingos, 16h
Temporada – 08/maio ao 19/junho
Ingresso: Inteira R$20 – Meia R$10


ENCENAÇÃO
por Luiz Manuel

Fui convidado para dirigir o primeiro espetáculo narrativo da Cia Maravilhas. A proposta: uma viagem na memória afetiva do nordestino, sobre o prisma da obra gonzaguiana. Na tentativa de fugir do clichê de retratar vida e obra de Luiz Gonzaga, resolvi instigar que as meninas pesquisassem e registrassem a fundo o que a obra gonzaguiana significa para as elas. Remetemos ao apelido do Luiz, Lua, e reinventamos as relações entre Lua e Eu, entre Luiz e Eu.

Cantando o movimento da lua nas marés, nos movimentos de nascer e morrer. Construímos esta vivência para crianças de todas as idades chamada: Luiz e Eu? – Ô viagem danada de boa! no intuito de provocar sensações, construindo, junto com o público, em cada sessão, uma espécie de rizoma que relaciona direta e indiretamente: o sagrado feminino, o movimento lunar, os ciclos da vida, a tradição oral, a memória afetiva e a identidade social, utilizando como inspiração e estrela guia, Luiz Gonzaga, sua obra e principalmente, o que ele significa para Adélia Oliveira e Márcia Cruz. Trata-se de priorizar a vivência, o momento de encontro que só o teatro proporciona.

Deste caldeirão brota um espetáculo de dramaturgia coletiva e pessoal, beirando o confessional em alguns momentos, onde o que mais importa é estar no presente. É contar a história enquanto atua nela e sobre ela, vivendo uma aventura que precisa ser desvendada a cada momento, perguntando: o que é que tem haver, Luiz e Eu?


FICHA TÉCNICA

Realização – Cia. Maravilhas
Elenco – Adélia Oliveira e Márcia Cruz
Músico – Marcelo Ferreira
Dramaturgia – Adélia Oliveira, Luiz Manuel e Márcia Cruz
Encenação & Direção – Luiz Manuel
Direção de arte – Coletivo Eu Passarinho e Márcia Cruz
Figurinos – Agrinez Melo
Costureiras -Vilma Uchôa e Deo Oliveira
Direção musical – Luiz Manuel e Marcelo Ferreira
Trilha sonora – Marcelo Ferreira
Designer de luz -João Guilherme
Operação de Luz – Evandro de Mesquita
Contrarregra – Evandro de Mesquita e Pedro Lima
Registros – Ricardo Maciel
Assessoria de Comunicação: Ronaldo Patrício
Designer – Cristiane Brady

Produção Executiva – Márcia Cruz

3 de maio de 2016

Domingo tem estreia também!!!


LUIZ E EU? Ô VIAGEM DANADA DE BOA!

Domingo é o dia da estreia do espetáculo *Luiz e Eu? Ô viagem danada de boa!* Uma realização da Cia Maravilhas, sob a direção de Luiz Manuel. O espetáculo conta a história de uma amizade e tem como pano de fundo a vida e a obra de Luiz Gonzaga. O nascimento de duas crianças é o mote para uma grande viagem. De um lado, nasce uma menina, banhada de poesia, que segue viagem a procura de um lugar onde possa dar voz a seu coração. Por outro lado, nasce um menino que, no meio de uma grande festa, some. Onde foi parar essa criança? Uma estrela será a guia destas duas histórias. Enquanto a lua gira, as atrizes Márcia Cruz e Adélia Oliveira, irão procurar essas crianças, de mãos dadas com o público. O espetáculo é uma grande vivência poética onde todos são convidados a dar as mãos e mergulhar fundo numa viagem que costura tempo, poesia, amizade e memórias. 

Teatro Joaquim Cardozo
(Rua Benfica, 157, Madalena)
Domingos, 16h
Temporada – 08/maio a 19/junho
Ingresso: Inteira R$20 – Meia R$10

Tem espetáculo novo na área!!!



O espetáculo Romance dos dois soldados de Herodes conta a história de dois soldados mercenários, que são contratados pelo rei Herodes para matar todas as crianças de até dois anos, nascidas em Belém e nas cercanias.
Os dois soldados, velhos amigos, se desentendem após a primeira matança e tomam caminhos diferentes: um decide salvar as crianças em troca de algumas moedas e o outro segue implacável na sua caçada às crianças e ao soldado desertor.

FICHA TÉCNICA
Espetáculo: Romance dos dois soldados de Herodes
Dramaturgia: Osman Lins (1924-1978)
Encenação: Durval Cristóvão

Elenco: Fell Silva, João Neto, Pedro Rodrigues, Raphael Bernardo e Thays Fernanda Santos

Cenário: Durval Cristóvão
Colaboração: João Neto, Pedro Rodrigues e Raphael Bernardo

Figurino: Durval Cristóvão e Vita Mongiovi
Colaboração: João Neto, Pedro Rodrigues e Raphael Bernardo
Costura de Cenário e Figurino: Silvana Lyra

Confecção de Máscaras: Caio Richard
Colaboração: Thays Fernanda Santos

Maquiagem: Caio Richard e Thays Fernanda Santos

Paisagem Sonora: João Neto
Colaboração: Durval Cristóvão

Iluminação: Pedro Rodrigues
Colaboração: João Neto e Durval Cristóvão
Operação de Luz: Vita Mongiovi

Coordenação de Produção: Pedro Rodrigues
Produção Executiva: Durval Cristóvão, João Neto, Pedro Rodrigues e Raphael Bernardo


Designer: Felipe Prado

Temporada: 07 de maio a 04 de junho (Sábados)
Horário: 20h
Ingressos: Meia entrada para todos (R$ 10,00)

5 de abril de 2016

Começaram as inscrições para o Curso de Iniciação Teatral!

O Teatro Joaquim Cardozo abre vagas para a turma do Curso de Iniciação Teatral 2016. As vagas são destinadas a jovens e adultos com idade igual ou superior a 16 anos. O curso será composto por quatro módulos: História do Teatro, Interpretação, Elementos da Cena e Montagem Teatral. As aulas terão início no dia 09 de maio e irão até dezembro de 2016.

O objetivo do curso é introduzir os alunos no universo do espetáculo teatral, proporcionando o conhecimento e o contato com seus diversos elementos. Ao final, os alunos terão a oportunidade de apresentar para o público o resultado da vivência no curso, através de uma montagem teatral, que será conduzida pelos professores, alunos formandos do Curso de Licenciatura em Teatro da UFPE.
   
Local de realização:
Teatro Joaquim Cardozo
Dia e horário:
Segundas-feiras, das 19h às 22h
Início das aulas:
09 de maio
Finalização:
17 de dezembro
Mensalidade:
R$ 50,00
Inscrições: 
05 de abril a 06 de maio, no local.



1 de abril de 2016

Nute/TJC começa o ano oferecendo curso gratuito.


Com o objetivo de dar continuidade à pesquisa empreendida durante o ano de 2015, o Nute (Núcleo de Teatro Experimental do Teatro Joaquim Cardozo/PROEXC/UFPE) abre seleção para o curso de teatro, Convívio, poíesis e contemplação. O curso é gratuito.
O convívio é a reunião de corpos presentes, remete a uma ancestralidade e, como acontecimento convival, está submetido às leis da cultura. Poíesis é fabricação, elaboração, criação de objetos pertencentes à esfera da arte. A contemplação está relacionada com a consciência, é uma atividade consciente, nos permite refletir sobre a nossa produção e apurar o nosso olhar.
Acreditamos que o teatro é um lugar para se viver. Pensar o teatro é pensar o homem. Quer se aventurar conosco? Mergulhar até o centro motor da coisa, até o seu coração? As inscrições estão abertas e vão até o dia 12 de abril. Corre! O curso terá duração de dois meses, começando já em abril. As aulas serão no Teatro Joaquim Cardozo, segundas e quintas, das 14h às 18h. O curso foi cuidadosamente elaborado pelos membros da Casa de Dioniso/Nute. Os interessados devem enviar currículo resumido e carta de intenção para o e-mail: casadedioniso@gmail.com

31 de março de 2016

Espetáculos de Abril!!





Em Abril, dois espetáculos iniciam temporada no Joaquim Cardozo.


Não tem mais desculpa para ficar em casa nos finais de semana. Essas duas apresentações trazem muita história, reflexão, diversão e criação, para todas as idades. Venham conferir o resultado de trabalhos cênicos, desenvolvido pelos estudantes de Licenciatura em Teatro.

Aos sábados, exceto 09/04, teremos: Meu Nome é Coragem sempre às 19h30, no valor de 10,00$ pra todos


Aos domingos, teremos: É verdade, é mentira sempre às 16h30, no sistema PAGUE QUANTO PUDER. 

NOITE DE HISTÓRIAS!!




Mais uma vez recebemos no Joaquim Cardozo, o Noite de Histórias!!
Com muita diversão, alegria, amor e bom gosto. 
Quando? Quinta feira (07.04)
Que horas? às 19:30
Quanto? GRATUITO!!
*Lembrando que as vagas são LIMITADAS.*
Vocês não podem perder essa explosão de sabores e histórias. 

22 de março de 2016

NÃO HAVERÁ ESPETÁCULOS ESSE FINAL DE SEMANA!!!!!


Gostaríamos de informar que, por motivos maiores, não haverá espetáculo esse final de semana.
Mas na próxima semana, as atividades voltam ao normal, com os Espetáculos: Meu nome é coragem, no sábado e É verdade, é mentira no Domingo, abrindo sua temporada no mês de Abril. 


Atenciosamente,
Equipe Teatro Joaquim Cardozo

Espetáculo Infantil: "É verdade, é mentira" no Joaquim Cardozo!









"É verdade, é mentira" entra na sua primeira temporada no Teatro Joaquim Cardozo. As apresentações serão todos os domingos de Abril às 16h30. O valor do ingresso será no sistema "Pague quanto puder". 

Uma incrível e divertida história envolvendo louças raras, tamarindos, vizinhos fofoqueiros, estranhos cientistas e um menino bem malcriado. Entre verdades mentirosas e mentiras verdadeiras, vamos, juntos, tentar descobrir o que realmente teria acontecido com Rafaelzinho, nosso pequeno e impetuoso herói. 

Com orientação do professor Luís Reis, É verdade, é mentira resulta de um processo de criação coletiva vivido pelos alunos do quarto período do curso de Teatro/ Licenciatura da UFPE, durante o segundo semestre de 2015. 
Elenco: 
Alcione Aquino, Amanda Mirllys, Carlos Lima, Cleyton Nóbrega, Crystoffer Guimarães, Débora Freitas, Doralice Lopes, Ellis Regina, Eduardo Bringuel, Gabrielle Suamy, Georgina Oliveira, Ivo Rafael, Jonata José, Julienne de Sá, Kadydja Erlen, Maria Luiza Gonçalves, Matthaeus Beladona, Mayk Moura, Rafael Cavalcanti, Rodrigo Hermínio, Well Arruda e Ytalo Santana.


Ficha técnica do espetáculo É verdade, é mentira

- Direção: Luís Reis
-Texto: Luís Reis e elenco

Núcleos criativos no processo colaborativo:

- Dramaturgia: Doralice Lopes e Julienne de Sá
- Assistência de direção: Doralice Lopes, Eduardo Bringuel e Maria Luiza Gonçalves
- Encenação: Alcione Aquino, Jonata Sena e Well Arruda
- Produção: Amanda Mirllys, Eduardo Bringuel, Ellis Regina e Ivo Rafael
- Comunicação: Cleyton Nóbrega, Ellis Regina e Rodrigo Hermínio
- Preparação Vocal: Crystoffer Guimarães, Georgina Oliveira e Rodrigo Hermínio
- Preparação corporal: Alcione Aquino, Débora Freitas e Rodrigo Hermínio
- Mediação: Cleyton Nóbrega e Ellis Regina
- Sonoplastia: Cleyton Nóbrega e Crystoffer Guimarães
- Maquiagem: Julienne de Sá e Mayk Moura
- Cenografia e adereços: Gabrielle Suamy, Matthaeus Beladona e Well Arruda
- Iluminação: Well Arruda e Gabrielle Suamy





Serviço: É verdade, é mentira - Temporada 2016.1
Local: Teatro Joaquim Cardozo (Centro Cultural Benfica) 
Data: Todos os domingos de Abril
Horário: 16h30
Entrada: Pague quanto puder



+ Informações:  teatrojcardozo@yahoo.com.br | telefone: 2126-7388

10 de março de 2016

26 de fevereiro de 2016

E o "Noite de Histórias" também inicia os trabalhos!

Primeira Noite de Histórias do ano!!!




Teatro para as crianças!!!



E se todo mundo fosse flor?...
Existem mais cores e jardins no coração das pessoas do que elas possam imaginar.
Adoleta é uma brincadeira em forma de espetáculo, que fala sobre a importância do amor, do afeto e do respeito.
Há um jardim quase extinto pelo homem, e é lá que mora uma flor especial: “O Cravo Adoleta”. Sozinho no jardim adota um casulo do qual nasce o “Senhorito Borboleta”, uma borboleta diferente que nasce forte, pois tem seu coração regado de amor, cresce e voa espalhando afeto por vários jardins.
O espetáculo vem compartilhar o trabalho do Núcleo de Pesquisa em Teatro para a Infância do Teatro Joaquim Cardozo (NUPETI), que já inicia seu terceiro ano de atuação.

  
FICHA TÉCNICA:

DIREÇÃO: Miro Ribeiro/ Anderson Abreu
TEXTO: Miro Ribeiro    
FIGURINO: Caio Rique/Bruna Luiza
ILUMINAÇÃO: Grupo. Execução: Anderson Abreu/Hyrlis Leuthier
CENÁRIO: Grupo
MAQUIAGEM: Miro Ribeiro/ Hyrlis Leuthier
PRODUÇÃO: NUPETI (Núcleo de Pesquisa em Teatro para Infância) /Grupo Longânime
CLASSIFICAÇÃO: Livre.
INGRESSOS: R$ 20,00 e R$ 10,00.
TEMPORADA: 06,13, 20, 27 de março - 16h